A minha história de amor (love love love)

Dia dos Namorados terminando e não poderia deixar essa data em branco aqui no Trendy.

Apesar de ficarmos na expectativa de uma surpresa romântica, flores, presentes, jantarzinho e coisas assim, acredito que nesse dia o que importa mesmo são os sentimentos, as palavras, a história de cada casal.

E por isso resolvi dividir a minha história com vocês…

Sempre digo que eu e o Lipe (0 love, off course!) temos uma história digna de novela.

Quando nos conhecemos, ele namorava com uma amiga minha e eu estava de rolo com um amigo dele. Eu nunca tinha namorado (estava com 20 aninhos já) e nem pretendia. Sabe aquela coisa de “sou feliz solteira e não quero namorar mesmo?”, era isso mesmo. Eu estava feliz trabalhando, estudando, me divertindo e nunca havia me apaixonado. O Lipe, ao contrário, tinha uma larga experiência em amores.

Começamos a conversar pq o namoro dele estava em crise (na verdade eles estavam tentando voltar depois de terem terminado.. mas não estava dando certo) e eu comecei a dar dicas para ele se acertar com a tal mocinha. Além disso, ele era produtor de um bar que eu frequentava (praticamente todo dia, rs).

Isso fez com que a gente se conhecesse muito e conversasse praticamente todo dia, mas sempre como amigos, por nenhum momento havia passado pela minha cabeça de rolar alguma coisa.

Nesse meio tempo, a ex-quase-namorada-de-novo dele viajou e, antes de viajar, ele ficou sabendo que havia um outro na história. Como eles já estavam separados e o que estava acontecendo era uma tentativa de segunda chance, foi um balde de água fria né? Pra ajudar, eu e o amigo dele terminamos o rolo (sim, ele terminou comigo pq ia ficar sério, rs).

Na noite em que isso aconteceu, meio que entrei em choque (estava chegando o dia dos namorados e sei lá, fiquei triste sabe? Não era amor, nem paixão, mas eu queria poder contar com alguém naquela semana) e ele foi maravilhoso, ficou do meu lado, conversou comigo, fomos num lugar lindo ver o nascer do sol. Conversamos muito, vimos o sol nascer, tomamos café da manhã, lemos jornal… foi um dia lindo!

Mesmo assim, não via ele como outra coisa, além de meu amigo.

Mas, depois disso, ele começou a mandar sms dizendo “boa noite linda” e coisas do tipo sabe? Fiquei com medo do que estava por vir e marcamos de conversar no final da tarde de uma segunda. Antes de nos encontrarmos, a ex-quase-namorada-de-novo dele falou comigo e com ele por msn, dizendo que tinhamos que ficar juntos, que eramos perfeitos um para o outro… coisa de doido né. Claro que a idéia dela era que ele dissesse “não, eu amo você”, mas isso acabou não acontecendo (não tentem isso em casa, rs).

No final da tarde, sentamos pra conversar e falei que não queria que nos apaixonássemos. Não queria perder a amizade e a companhia dele (eu ainda era meio nova na cidade e não tinha muitos amigos). Aí sabe o que ele me diz? “Ah, então, sobre isso, já aconteceu” (no caso o aconteceu é que ele tinha se apaixonado) rs… imagina só a situação né gente!

Fiquei meio sem-jeito, mas combinamos que ia ficar tudo normal, não mudaria em nada a nossa amizade.

Mas, claro, uma declaração sempre balança com a gente né? E aquilo ficou na minha cabeça, ele sempre atencioso, divertido, nossos assuntos não acabavam nunca.. enfim, era tudo que eu queria em alguém e, também, era lindo e cheiroso (uma das coisas que eu mais gosto nele).

Enfim, dias mais tarde, uma terça, nos encontramos no bar em que ele trabalhava (era perto de casa) e ele me levou pra casa. Na despedida, um abraço demorado. Sem pensar, dei um beijo nele e subi pro apartamento, sem falar nada. Ufa!

Logo depois sms linda, falando de tudo que ele sentia. Eu já estava apaixonada e não tinha percebido. Acho que o beijo abriu as portas… no outro dia ficamos (todo o pessoal do bar aplaudiu na hora que ficamos juntos lá, rs), no outro e no outro também. Até mesmo fiquei doente e nessa semana e ele me levou para o hospital, ficou comigo lá o tempo todo… Isso fazia um mês e pouquinho que nos conheciamos.

No sábado da mesma semana, fui visitar meus pais no sítio. Antes de ir ele me pediu em namoro, mas eu pedi pra pensar. Até meus pais perceberam que eu estava apaixonada, rs. Na segunda de madrugada, quando voltei, nos encontramos e aceitei. Foi tão lindo…

Desde então não nos desgrudamos mais, nos viamos todos os dias. Alguns dias mais tarde, falamos o “eu te amo” pela primeira vez. Mais uns dias e ele me pediu em casamento. Maluco! rs… Enfim, para encurtar, quarenta dias depois de começarmos a namorar estavamos morando junto. E continuamos até hoje, o amor cada dia maior e, dia a dia, nossa convivência fica melhor.

É tudo que sempre esperei em alguém e em um relacionamento, e espero que dure eternamente mesmo. Ou, que pelo menos “seja eterno enquanto dure”.

Agora, quase dois anos depois, ainda não casamos, queremos uma festa bacana para todos poderem comemorar com a gente e ainda não tivemos a oportunidade. Mas é só um detalhe. Vamos ter nosso baby em breve – foi uma surpresa, mas a mais incrível de todas – e planejamos toda a vida pela frente.

Então, amigos e amigas, é isso que desejo pra vocês nesse 12 de junho. Um amor de verdade, seja inesperado ou não, que cresça dia a dia. Que ninguém tenha medo de doar o coração e trabalhar pra ser feliz na vida a dois!

Eu e o love!


PS¹: Espero que ninguém ache que sou uma ladra de namorados nem uma amiga da onça! rs

PS²: Quando a ex-namorada dele voltou de viagem, ficou louca de estarmos juntos. Ainda surgiu com uma história muito sem-vergonha, tentando acabar o que tinhamos começado. Foi o primeiro voto de confiança que ele teve de mim, e nunca me arrependi. Por isso, acredito que quando surge uma história contada por alguém, devemos confiar na pessoa que conhecemos, que amamos, e não nos outros (infelizmente vejo que acontece o contrário na maioria das vezes). Fica a dica!

Anúncios

3 responses to “A minha história de amor (love love love)

  1. uau! que linda história! que vocês sejam muuuito felizes juntos!! 😀

  2. Lii toda a história há alguns finais de semana.. só não tinha comentado até agora.
    Foi tudo muito fofo msm..
    no melhor estilo comédia romântica em que a gente odeia “a outra” e dps o jogo inverte. hehe

    Felicidades always ao casal!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s